Quer uma passagem de até US$500 grátis?
Envie sua resposta até 31/07 e tenha a chance de ser premiado.

O que é flexibilidade no trabalho, como funciona e benefícios

O mercado de trabalho vem sofrendo muitas mudanças nos últimos anos, e a flexibilidade no trabalho é uma delas. Saiba mais sobre o assunto e suas implicações.

7min

flexibilidade no trabalho

Não é novidade que o mercado de trabalho vem sofrendo alterações nos últimos anos, principalmente por conta das inovações tecnológicas. Na onda dessas mudanças, a flexibilidade no trabalho vem ganhando cada vez mais espaço no mundo corporativo.

Características como carga horária rígida e obrigatoriedade de trabalho presencial na sede da empresa estão sendo deixadas para trás, abrindo espaço para formatos mais flexíveis e que dão mais autonomia aos colaboradores.

Isso tem o potencial de aumentar a produtividade e a satisfação profissional, além de permitir mudanças no estilo de vida. 

Entenda o que é a flexibilidade no trabalho, seus principais benefícios e exemplos de adoção desse modelo. 

Veja também:

O que é flexibilidade no trabalho?


flexibilidade no trabalho

Afinal, o que significa flexibilidade no trabalho? A palavra “flexível” está relacionada à capacidade de tornar maleável aquilo que era rígido. No mundo corporativo, a flexibilidade envolve dar maior autonomia para o profissional, em termos de horário, local, vestimentas e afins.

Ela está relacionada também com uma maior participação dos colaboradores na escolha de políticas de benefícios corporativos, eventos internos, processos de desenvolvimento, entre outras questões de interesse do profissional

Assim, a flexibilidade no trabalho pode ser entendida como modelo em que os funcionários têm mais liberdade em questões organizacionais, principalmente no que diz respeito à sua rotina produtiva. O que aumenta também a responsabilidade agregada a cada escolha.

Exemplos de formatos de trabalho flexíveis


trabalho flexível

Adotar um modelo de trabalho flexível pode ser desafiador para muitas empresas. Isso se deve a fatores relacionados às atividades oferecidas pela organização, como em locais que necessitam de funcionários trabalhando 24 horas por dia, e também quanto ao perfil dos colaboradores envolvidos.

Assim, há diversos formatos de flexibilidade no trabalho para atender às demandas de diferentes empresas e seus profissionais, como veremos a seguir:

Trabalho remoto

Nesse formato de trabalho flexível, a organização libera o profissional da obrigação de estar fisicamente na sede da empresa. Todas as atividades e tarefas do trabalho passam a ser realizadas fora do escritório tradicional, ou seja, remotamente.

Dessa forma o colaborador pode trabalhar em uma cafeteria, biblioteca, coworking… Enfim, ele é livre para definir o melhor local para a sua produtividade, bastando ter acesso a um computador com internet. E é daí que vem a tendência do anywhere office.

Trabalho híbrido

Já o trabalho híbrido é aquele que mistura o formato presencial com o trabalho remoto. Assim, o profissional trabalha alguns dias na sede da organização e outros remotamente, em sua casa ou outro lugar de preferência.

Nesse modelo, a empresa pode estabelecer previamente quais serão os dias de serviço remoto e presencial ou permitir que o próprio colaborador estabeleça sua escala de trabalho.

O trabalho híbrido é uma solução para organizações que não podem funcionar apenas remotamente, e com esse modelo conseguem beneficiar tanto os empregadores quanto os colaboradores.

Home office

Que tal trabalhar no conforto de sua própria casa? Nesse modelo de flexibilização no trabalho, o profissional executa suas tarefas a distância, utilizando a própria casa como escritório

Na prática, acaba sendo equivalente ao trabalho remoto, pois o trabalhador não precisa necessariamente estar em casa, podendo utilizar outros espaços. 


trabalho remoto

Jornada de trabalho flexível

Além do local de trabalho, outro ponto que pode ser flexibilizado é referente a carga horária e jornada de trabalho. Em linhas gerais, existem três principais formatos para essa flexibilidade no trabalho:

  • Fixo variável: a organização sugere opções de turnos de trabalho e o funcionário pode escolher qual prefere.
  • Variável: o próprio profissional pode estabelecer seu horário de entrada e saída, que deve ser cumprido todo dia.
  • Livre: o funcionário não possui horário fixo de entrada ou saída. Assim, pode iniciar seu trabalho a qualquer hora desde que cumpra com a carga horária diária e semanal estabelecida em seu contrato.

Benefícios da flexibilidade no trabalho: 5 vantagens

Implementar a flexibilidade no trabalho, desde que os envolvidos estejam bem preparados e orientados para a transição, pode trazer muitos benefícios tanto para os empregadores quanto para os colaboradores. Veja alguns exemplos:

1. Melhora a qualidade de vida dos profissionais

Trabalhar em um ambiente maleável, que possibilita aos colaboradores definir quais são os melhores momentos para executar suas tarefas e ter autonomia para organizar sua rotina de forma que se adeque melhor às suas necessidades, costuma resultar em uma melhora na qualidade de vida.

É claro que existem cronogramas e demandas a serem cumpridas, mas cada profissional conta com seus próprios picos de produtividade. Quando a organização permite essa flexibilidade, esses momentos acabam rendendo mais.

Além do fato de que muitos profissionais enfrentam longas distâncias até o trabalho presencial, principalmente em grandes centros urbanos. O cansaço e o estresse que esses deslocamentos diários podem causar geram desgaste e impactam diretamente a produtividade. 

Já com o trabalho remoto, os colaboradores não perdem tempo em deslocamento e podem cumprir com suas tarefas em um espaço que lhe seja mais confortável, conforme suas preferências.


trabalhando remotamente você pode se tornar nômade digital

2. Promove autonomia e confiança

Outra grande vantagem da flexibilidade no trabalho é permitir que o colaborador tenha maior autonomia. As organizações que adotam esse modelo demonstram que confiam na capacidade de seus funcionários de se auto gerenciar. 

O profissional é encorajado a se organizar da melhor maneira para cumprir suas obrigações e ter tempo para descansar e aproveitar sua vida pessoal. Aumentando, assim, a consciência quanto à sua importância para os fluxos de trabalho.

3. Melhora o clima organizacional

Um ambiente de trabalho flexível impacta diretamente no clima da organização, principalmente se houver, além de local e horários flexíveis, maleabilidade em relação à pressão por entregas e resultados. No geral, as pessoas trabalham melhor quando o fazem de maneira livre e adaptável. 

4. Contribui para a redução de custos e recursos

Com liberdade para fazer seus próprios horários e escolher onde será seu ambiente de trabalho, os profissionais tendem a aproveitar melhor o tempo trabalhado, gerando uma significativa economia de recursos.

Outro fator importante é referente a locomoção, como já mencionei anteriormente. De acordo com um estudo divulgado pelo Ibope em 2018 e realizado em São Paulo, o tempo de deslocamento médio que os profissionais gastavam entre suas casas e seus locais de trabalho era de 1h e 57 minutos.

Essa alta quantidade de horas gastas, que gera desgaste e estresse, pode ser reduzida com a adoção de trabalhos remotos ou híbridos. Resultando, dessa forma, em uma economia de tempo. 

Do ponto de vista das empresas, ao permitir o trabalho remoto elas conseguem reduzir custos com material de escritório, água, telefone, eletricidade, locomoção, entre outros.


muito tempo é perdido diariamente com o deslocamento até o trabalho

5. Liberdade geográfica

Sob a perspectiva dos profissionais, a flexibilidade no trabalho possibilita até mesmo uma mudança no estilo de vida. Afinal, se libertar da obrigação de estar fisicamente no escritório permite explorar novas rotinas, hábitos e lugares.

Um exemplo é o aumento do movimento de nômades digitais, que se fortaleceu com essa flexibilização no mercado de trabalho. Após conquistar a liberdade geográfica do trabalho remoto, muitos profissionais caíram na estrada e mudaram totalmente suas rotinas. 

Esse também é seu sonho? Conversaremos mais sobre esse estilo de vida no próximo tópico. 

Relações de trabalho colaborativas: voluntariado em viagens


voluntariado em viagens

Para começar, você sabe o que são relações colaborativas? Em resumo, são relações que procuram incentivar a troca sem necessariamente envolver dinheiro. Sendo pautadas na empatia, no desenvolvimento do outro e na evolução em conjunto.

Um exemplo de troca colaborativa são os voluntariados da Worldpackers, plataforma que possibilita que você viaje trocando habilidades por acomodação e outras vantagens. 

Funciona assim: você ajuda algum sítio, hostel, projeto ecológico ou projeto de impacto social em diversas funções possíveis e, em troca, ganha a acomodação e outros benefícios, como refeições, lavanderia, bicicletas, aulas de yoga etc.

E as vantagens vão bem além da economia! O voluntariado possibilita viver experiências incríveis de imersão cultural, desenvolver novas habilidades, praticar idiomas, conviver em ambientes diversos, se conectar com pessoas do mundo todo e passar mais tempo explorando os lugares. Demais, não é?


voluntariado é uma forma de aproveitar a flexibilidade no trabalho

E onde entra a flexibilidade no trabalho nisso tudo? Bom, com horários flexíveis e a possibilidade de trabalhar remotamente, é possível viver um voluntariado em paralelo ao trabalho remunerado. Essa é uma forma de se manter na estrada reduzindo custos e ainda criando laços verdadeiros no local.

Você pode, ainda, usar o voluntariado como forma de desenvolver novas habilidades ou criar um portfólio que lhe ajude a encontrar trabalhos remotos e ter mais flexibilidade de trabalho. 

Olha só algumas oportunidades incríveis de voluntariado pelo mundo todo:

Para conferir todas as vagas disponíveis é só ir até a página de buscas e pesquisar os destinos e experiências de sua preferência. 

Gostou de saber um pouco mais sobre flexibilidade no trabalho e seus benefícios? Siga as redes sociais da Worldpackers para mais conteúdo como esse: estamos no Instagram, no Tiktok e no YouTube.



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor

Mais sobre esse tema