Estudar espanhol na prática: 6 dicas para aprender enquanto viaja

Sabia que é possível estudar espanhol 100% na prática? Mesmo quem nunca falou o idioma pode aprender com as dicas deste artigo

4min

estudar-espanhol

E se dissermos que é possível falar espanhol fluentemente sem nunca ter frequentado um curso? Estudar espanhol é válido de todas as formas, mas se você não quer ou não pode assistir aulas, ler livros de gramática e fazer exercícios, existe uma alternativa: viajar!

É isso mesmo, estamos falando em meter a cara no mundo (nesse caso, nos países hispano-falantes) e aprender o idioma 100% na prática. Mas, claro, não de qualquer forma. Existem truques que podem te ajudar a atingir esse objetivo, e nós citaremos 6.

E não pense que essas dicas são só pra quem já tem alguma base, tá? O relato abaixo prova que isso funciona até para quem nunca teve contato com a língua.

Veja a seguir como eu aprendi espanhol viajando pela América do Sul enquanto fazia intercâmbios voluntários.

6 dicas para estudar espanhol enquanto viaja

1. Viaje sozinho

Para que você se envolva profundamente com pessoas de outros países, tenha a mente aberta e arrisque se comunicar, é preciso viajar sozinho!

Assim, você sentirá a necessidade de fazer amigos, além de precisar se virar da forma que puder. Viajar acompanhado de outro brasileiro pode atrapalhar o processo de aprendizado, afinal você estará na zona de conforto. 

Isso vale para qualquer idioma que você queira aprender. 

Leia também: 30 expressões em inglês usadas no dia a dia de um viajante

2. Faça voluntariado



A Worldpackers, caso você ainda não conheça, é uma plataforma de turismo colaborativo, que conecta viajantes e anfitriões em mais de 140 países, onde você troca habilidades por acomodação. Isso é também conhecido como Intercâmbio Voluntário.

Diferente do intercâmbio comum, o voluntariado não requer horas de estudo numa escola, mas te coloca em aprendizado na prática, seja na recepção de um hostel, seja nas conversas diárias com o anfitrião e outros viajantes.

Inclusive, existe um filtro no site da Worldpackers onde você consegue buscar vagas que são boas pra praticar espanhol e até vagas em que o próprio anfitrião oferece aulas de idiomas.

3. Estude espanhol por outros meios



Trocar ideias com nativos e outros viajantes é massa, mas é importante que você também busque praticar o idioma por outros meios. Entre uma viagem e outra, busque estudar espanhol fazendo coisas que gosta, como:

Tudo isso vai te ajudar a aprender mais sobre gramática, ortografia e manter sua cabeça ativa para o espanhol. Vale a pena ter essa dedicação extra.

4. Viva experiências além da bolha da viagem



Uma super dica é para que você se permita viver experiências além da bolha de viagens, porque assim vai aprender mais palavras e termos além dos usados no universo viajante.

Voluntariando na recepção de um hostel você vai se comunicar com muita gente, mas o universo linguístico vai girar em torno de viagens e termos hoteleiros. Então, que tal voluntariar num projeto ecológico durante a viagem também?

Na hora de planejar seu intercâmbio voluntário, considere colaborar em projetos que não estejam ligados à hotelaria. Na Worldpackers você vai encontrar centros holísticos, fazendas, granjas, projetos de permacultura, bioconstrução, comunidades alternativas, ONGs e muito mais!

As caronas durante a viagem também são ótimas escolas porque dá para conhecer pessoas super diferentes e conversar sobre tudo. Uma ótima forma de enriquecer o vocabulário.

5. Interaja com pessoas locais



Quando você interage com a galera local você aprende algo que nenhum curso vai poder te ensinar e que é extremamente valioso: os sotaques, as gírias e os regionalismos.

Seja viajando de carona, fazendo couchsurfing, voluntariado em projetos locais, trabalhando na viagem ou dando aquele match no Tinder, você vai poder aprender o espanhol falado nas ruas.

Conhecer os sotaques vai te ajudar a perder o portunhol e também a identificar de qual região as pessoas que você conhece são. É muito massa escutar alguém falando e saber se a pessoa é da Colômbia, do Peru ou do Uruguai, por exemplo.

6. Tenha paciência



A última e mais valiosa dica é para que você tenha paciência e que respeite seu processo de aprendizagem. Você vai aprender aos poucos. Cada viagem, cada lugar, cada pessoa vai te ensinar algo sobre espanhol e esse aprendizado não termina nunca.

Ter fluência em espanhol pode levar tempo, mas, até lá, curta o que você já sabe. Solte esse portunhol sem vergonha! Pronuncie do jeito que você acha que é, mas peça às pessoas para que te avisem quando você falar errado.

Não espere falar na gíria e com o melhor sotaque espanhol no primeiro mês do mochilão ou no primeiro intercâmbio voluntário. Estudar espanhol ou qualquer outra língua leva tempo, mas, com um pouco de paciência e com essas dicas, você chegará lá.

Para ver mais conteúdo de idiomas, continue a visita aqui no blog, leia também:

¡Un beso y nos vemos pronto!



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor


Mais sobre esse tema