Entrevista com Eduardo Srur: a arte salva

Se inspire com um dos maiores artistas brasileiros da atualidade: Eduardo Srur, no episódio 43 do podcast Abrindo Caminhos.

2min


O que você vê quando olha para a sua janela? O que é arte? Como o ativismo social e a arte podem nos ajudar a enxergar a realidade?

No episódio #43 do Abrindo Caminhos convidei meu amigo Eduardo Srur, artista visual brasileiro com o maior volume de mídia espontânea nos últimos anos. Ele começou a carreira na pintura, onde foi reconhecido pelo Brasil pela arte que fazia. Nos anos 2000 sentiu o chamado da rua para usar o espaço público, as calçadas, os monumentos, como expressão artística e intervenções sociais. E desde então recebe prêmios e expõe suas obras pelo mundo.


"Acampamento dos anjos", São Paulo (2004)

Para ver os artivismos de Eduardo Srur por ai, basta acessar o site: www.eduardosrur.com.br

Com projetos em grande escala e envolvendo um diálogo maior com a sociedade, causando impacto pela arte. O objetivo da arte do Edu é deixar acessível na rua e não fechado num museu para facilitar o acesso de todos.

“Tirar o público da anestesia significa voltar a perceber o que a gente já não presta mais atenção”, reflete Srur.


"Acampamento dos anjos", São Paulo (2004)

Todos nós temos um pouco de artista dentro da gente, por mais que não sabemos como reconhecer. Muito disso é um reflexo da sociedade que escolhe por não valorizar o mundo artístico e renega suas contribuições. Nesse bate papo, Eduardo Srur te convida a se enxergar enquanto artista, enxergar a sua realidade e a se expressar através da arte. “A arte salva”, é a frase que Eduardo carrega por onde passa inspirando as pessoas.

É idealizador e proprietário da ATTACK Intervenções Urbanas, uma empresa especializada na concepção e produção de projetos especiais no espaço público que presta suporte para suas intervenções artísticas.



Deja tu comentario aquí

Escriba aquí sus preguntas y saludos al autor

Más sobre el tema